Amizade com ex dá certo? Veja o outro lado da moeda

Algumas pessoas ao terminarem relacionamentos, prezam por manter o ex-companheiro com quem dividiram tantas coisas em sua vida.

Sabe aquela amizade pós-término? Então.

Vemos por aí, inúmeros exemplos de pessoas que conseguiram construir uma amizade com o ex após o fim, e outras que simplesmente deixaram o outro no passado.

Entretanto, essa é uma questão muito complicada que envolve ‘n’ fatores.

Quando você entra em uma nova relação

Pode ser que ao terminar, vocês continuem se vendo e trocando ideias, e isso parece bem confortável para você que já não sente mais nada pelo ‘amigo’. Mas tem certeza de que a outra pessoa se sente da mesma forma? Ou ainda há um fio esperançoso de uma reconquista no ar?

Lembre-se que quando gostamos de alguém, nos submetemos as mais diversas situações.

Se já é complicada uma relação com ex quando ambos estão solteiros, imagine quando um deles começa a se relacionar com uma nova pessoa.

Se colocando no papel do novo namorado (a)

Digerir a ideia de que seu namorado (a) se sente na necessidade de nutrir uma amizade com alguma ex nunca é fácil.

Por um lado, você não quer interferir tão profundamente na vida dele e nem o proibir de fazer coisas. Afinal, um relacionamento saudável não é construído sob esses pilares.

E já por outro, por mais que você tente aceitar e conviver com a ideia, ela lhe parece apenas utópica.

Toda vez que vocês entram no assunto, alguma das partes sai chateada.

Seu novo parceiro não conseguirá tão facilmente enxergar essa amizade como qualquer outra que você tenha.

Não é questão de confiança, vai muito mais além. Entenda que o seu ‘amigo’ não é qualquer um. É uma pessoa que te conhece profundamente e intimamente.

Você se sentiria confortável em ver seu namorado amiguinho da pessoa com quem ele transou nos últimos três anos? Não minta.

Antes de brigar com seu atual sobre isso, se coloque no papel dele!

Amizade sincera de ambas as partes?

Outro ponto difícil de definir em uma amizade com ex, é a sinceridade com que ela é construída por ambos os lados.

Quando esta é livre de segundas intenções e sem problemas em relacionamentos atuais, pode ser algo saudável, mas já te adianto que a chance disso acontecer é mínima.

Na grande maioria das vezes, você ou o outro, mesmo após o término, ainda não terminaram de vivenciar o luto pelo fim do namoro e isso vai sim refletir nitidamente em uma futura amizade.

Já se você afirmar que sim, ambos deixaram o sentimento de amor romântico para trás, boa sorte.

Tempo ao tempo

O ideal para você que realmente não quer remover da sua vida aquela pessoa com quem já dividiu tantos bons momentos, é dar tempo ao tempo.

Pode parecer clichê, mas o tempo é um ótimo aliado ao coração.

Para uma verdadeira relação de amizade, é preciso que os dois tenham desconstruído o que costumavam ter como casal.

E quem possibilita isso? Sim, nosso amigo tempo.