Se as fotos dessa mãe não fizerem você querer cuidar da sua pele, nada mais irá

Você sabia que o câncer de pele mata uma pessoa a cada 3 horas ao redor do mundo?

Um número bem alto, não é? Somente no ano de 2013, foram mais de 3000 brasileiros mortos por esse tumor.

O pior de tudo é que com todo o perigo, ainda assim, muitas pessoas não se importam em tomar cuidado com exposições solares. Passam horas e horas expostos sem ao menos passar um protetor solar.

Buscando germinar a conscientização em quem negligencia essa doença, uma norte-americana resolveu postar fotos de todos os estágios enfrentados por ela.

Veja a seguir, porém cuidado, as imagens são fortes!

câncer de pele grave

Essa é Bethany Gambardella-Greenway! Ela tem 40 anos e atualmente mora em Austin, no Texas, Estados Unidos.

Utilizando suas redes sociais, Bethany decidiu compartilhar com seus seguidores, uma série de fotos ilustrando sua luta diária contra o melanoma, conhecido como o tipo de câncer de pele mais grave.

câncer de pele grave

Quando estava grávida de seu filho caçula no ano de 2015, ela notou um ponto bem mais escuro em sua pele.

De começo, como a maioria faz, Bethany ignorou pensando ser uma mancha comum ou problemas com hormônios. Como não sumia, a jovem mãe decidiu ir atrás de um especialista. Se consultou com um dermatologista que afirmou não ser nada grave.

Infelizmente, 18 meses depois, chegou a notícia mais difícil da vida dela.

câncer de pele grave

A mancha deu lugar a uma verruga imensa, e os exames revelaram se tratar de um melanoma desmoplásico.

câncer de pele grave

Mesmos sendo rápidos em remover a verruga por intermédio de uma cirurgia, o câncer já havia se espalhado pelos seus ossos e linfonodos.

câncer de pele grave

Sem perder as esperanças e sempre se mostrando radiante, ela começou seu tratamento com imunoterapia em Outubro de 2016.

câncer de pele grave

câncer de pele grave

câncer de pele grave

De acordo com Bethany, a radiação era uma tortura sem fim.

“Era como se cozinhassem minha pele sem eu poder fazer nada. A garganta toda doía muito. Na minha pele só havia espaço para feridas, eu não sentia mais o gosto nem mesmo da comida. Depois de três semanas comecei a perder o cabelo e a minha voz sempre estava rouca.”

Ela ainda relata que no fim do tratamento, tinha perdido cerca de 18 kg por não conseguir se alimentar direito.

câncer de pele grave

Atualmente ela já está curada e faz visitas frequentes ao médico para prevenção!

câncer de pele grave

Fica aqui o alerta para quem ignora cuidados com a pele.

câncer de pele grave